CONGRESSO

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

O voo do oligarca

Abaixo, artigo intitulado “O voo do oligarca”, de autoria de Fernado Barros e Silva, publicado na coluna Opinião, da Folha de São Paulo, sobre o uso de helicóptero da Polícia Militar do Maranhão, em atividade particular, pelo presidente do Senado José Sarney.

Leia, comente e envie aos contatos, como forma de colaborar, através da disseminação da informação, no avanço da luta social.

O voo do oligarca

Vestido de branco, com boina, em traje de safari tropical e cercado por serviçais, ele caminha no meio da mata. Poderia ser Muammar Gaddafi em fuga. Mas era José Sarney a passeio.

Reportagem desta Folha revelou que o presidente do Senado usou o helicóptero da PM do Maranhão para fazer o trajeto entre São Luís e sua ilha particular. Numa de suas viagens a Curupu, Sarney estava acompanhado do empresário Henry Duailibe Filho, primo do marido da governadora Roseana Sarney, Jorge Murad, e beneficiário de contratos com o Estado que somam pelo menos R$ 80 milhões.

Flagrado em seu turismo privado com a aeronave paga pelo contribuinte para atender a população em casos de emergência, o patriarca teve a desfaçatez de dizer que viajou "a convite da governadora do Maranhão". E, mais, que tem "direito a transporte de representação em todo o território nacional".

Enquanto funcionários da base da PM carregavam bagagens e caixas de isopor do helicóptero para o carro dos Sarney, um pedreiro acidentado aguardava numa maca, dentro de outro helicóptero, para ser transportado até a ambulância.

Não é por acaso que a capitania hereditária governada há mais de quatro décadas pelo clã Sarney seja um dos maiores cartões-postais da tragédia social brasileira. Não importa qual seja o ranking -mortalidade infantil, IDH, nível educacional, renda per capita em domicílios urbanos, expectativa de vida média-, em todos eles o Maranhão figura entre os Estados mais miseráveis e desumanos do país.

É irônico que esse mandonismo em estado bruto (a verdade histórica do literato cordial) tenha encontrado em Lula seu grande aliado. Sem ele, Sinhazinha não teria sido eleita como foi e Sinhô não teria se mantido à frente do Senado.

"O Sarney tem história suficiente para que não seja tratado como se fosse uma pessoa comum", disse o petista em 2009, ao defender seu oligarca com jaquetão de escritor.

4 comentários:

José Atailson P dos santos disse...

Quanto custa uma hora de voou de um helicópetero? Quantas horas a família usou a aeronave pública como bem particular? Ainda não é suficiente ganhar, por mês, 62.000,00 de slário? Quantas crianças morrem por hora no Brasil por falta de atendimento médico hospitar? Quantos jovens estão em situação de risco, no Brasil, por causa de Senadores que não têm decência no trato da coisa pública? Por que as autoridades no brasil tratam o povo, a sociedade como inferior? Ao invés de servi-lo, rouba ? Não há limite para para quem acha que é cidadão lustrado. E o povão é o Quê ? Cidadão de terceira ? Povo organizado nestes camaleões. Cadeia é o que merecem. Núcleo da Rede de Defesa de Pte. Vargas

VALDEJANE COSTA disse...

O Sarney construiu sua história política sempre na base do oportunismo, começou ao lado do ex-presidente Tancredo Neves e de lá pra cá vive nas entresalas do concresso sempre esperando o novo presidente para aplicar o bote e, o pior é que consegue.

Ianaldo Pimentel disse...

Raças de cobras venenosas. O veneno que mata o povo maranhese, tudo pela omissão do estado, do judiciário que não investiga,que não puni.Só faltam roubar a alma do nosso povo.Cadeia neles.
REDE DE DEFESA, NÙCLEO DE CANTANHEDE

jo disse...

Às vezes fico me perguntando se a corja sarney é repleta por mágicos principalmente o velho oportunista e a sua cria mais venenosa, pois sinceramente, esses parasitas q atravancam o desenvolvimento real do estado matando sonhos e pessoas, sugam sem sessar as tetas da vaca leiteira mor(nosso bolso) e assim transformam como num truque de mágica bens públicos em patrimônios privados e tudo isso sem perder o sorriso dissimulado que ostenta àquelas caras cínicas e demagogas.O MA- VAI DE MAL A PIOR, ENTRE DESVIOS, SORRISOS AMARELOS, TAPINHAS NAS COSTAS E IMPUNIDADE. SÓ O POVO É QUE PAGA...............

JOZIMAR BEZERRA